Publicidade
Notícias
Titulares
Política
Economía
Regional
Sociedade
Internet
Ciência
Cultura
Humor
Espectaculos
Desporto
Internacional
Economía
Cultura
Instituições e Empresas
Personagems
Links
Editorial
Documentos
Cronologías
 Noticias
Cultura - Literatura
15/09/2004 19:31 Versión para imprimir
POESIA É MENINA DOS OLHOS BONITAS DOS ESCRITORES GUINEENSES
Na literatura guineense a poesia é a Menina dos Olhos Bonitas dos Escritores, porquanto emergiu primeiro e de forma espontânea na produção literária nacional.

Na literatura guineense a poesia é a Menina dos Olhos Bonitas dos Escritores, porquanto emergiu primeiro e de forma espontânea na produção literária nacional.

O Romance, Crónica, e Contos apareceram mais tarde na produção literária nacional.

Adulai Sila foi o escritor nacional que iniciou, de forma espontânea, a produção de romance na Guiné-Bissau. Foi, sem dúvida, o primeiro guineense a produzir um romance com qualidade na década de 1980 e 1990.

A espontaneidade na produção de romance pelos escritores guineenses da nova geração leva os estudiosos a definirem os escritores guineenses como artistas de palavras que utilizam as palavras para comunicar, fazer passar a sua mensagem, o seu sentir e a sua visão do mundo.

Contudo, a produção literária nacional continua a ser exígua. Pois, historicamente, o ensino apareceu muito tarde no nosso país.

A primeira estrutura de ensino liceal na Guiné-Bisaau foi na década de 1960 com os missionários.

No mesmo período histórico, já havia nos outros países Africanos da Língua Oficial Portuguesa (PALOP), quadros com a formação superior que tinham o domínio da escrita e conhecimento da regra da escrita.

Com a ausência de quadros que dominam e conhecem regras da escrita literária, torna-se difícil a Guiné-Bissau ter uma produção literária em quantidade e qualidade.

Assim sendo, a literatura nacional teve uma arrancada tardia no contexto da literatura dos PALOP.

Até a independência em 1974, a Guiné-Bissau tinha apenas meia-duzia de quadros com a formação superior. Só na década de 1980, que o país possuía vários quadros superiores e médios que conhecem regras da escrita literária. Foi nesta década que a literatura nacional deu pontapé de saída no contexto da literatura dos PALOP.

Fonte: guine-bissau.com
Por: ZEZINHA FERNANDO BIOMBO

 

Guine-Bissau.com - marca registrada.
Não se autoriza a utilização dos nossos conteúdos sem prévio acordo.
BISSAU - GUINÉ-BISSAU
EDITORIAL
  LIBERDADE DE EXPRESSÃO !!
>> ELEIÇÕES 2008
>> ELEIÇÕES 2004
>> OPINIÃO
>> ANÚNCIOS
>> CORRUPÇÃO
>>  AJUDAS INTERNACIONAIS
>>  DOSSIERS
 Arduinna.org